Bahiatursa na Semana Mesa São Paulo - EddBala Entretenimento

Bahiatursa na Semana Mesa São Paulo - EddBala Entretenimento

Edd Bala

blog

Bahiatursa na Semana Mesa São Paulo

O acarajé estará presente entre os quitutes da Bahia apresentados em SP Foto: Rita Barreto/ Bahiatursa

O acarajé estará presente entre os quitutes da Bahia apresentados em SP Foto: Rita Barreto/ Bahiatursa

A Superintendência de Fomento ao Turismo (Bahiatursa) participa de 25 a 27 de outubro da Semana Mesa São Paulo, um dos maiores eventos de gastronomia da América Latina. No local, uma baiana tipicamente caracterizada apresentará os quitutes da Bahia e convidará o público para conhecer os sabores do estado.

A Bahia vai apresentar, entre os quitutes, o catado de aratu com beiju de tapioca, farofa de ouricuri e molho lambão. Também do estado estarão à mesa a cocadinha baiana e a cachaça de Ilhéus, em uma ação que envolve a Secretaria de Turismo/Bahiatursa em uma iniciativa de transformar a Bahia em um estado de referência na associação entre turismo e gastronomia.

Participam do evento, apaixonados por gastronomia, chefs, estudantes, sommeliers, donos de bares e restaurantes, microempresários de produtos gastronômicos e os que pretendem aprimorar técnicas, conhecimentos, fazer contatos e conhecer um pouco mais da culinária mundial. Este ano, o evento terá o tema “Saúde, prazer e os novos rumos da gastronomia” com a presença dos melhores chefs do Brasil e do exterior.

“A Bahia é um estado com potencial gastronômico muito grande, por isso, temos incentivado muito a propagação da culinária de diversas regiões baianas para atrair os turistas interessados em conhecer mais nossos quitutes”, diz o superintendente da Bahiatursa, Diogo Medrado.

A Semana Mesa São Paulo (SMSP) foi criada há 12 anos pela revista Prazeres da Mesa, com o intuito de estimular o mercado da gastronomia, promover a cultura e a difusão da cozinha regional brasileira e assegurar o intercâmbio de conhecimento com chefs de outras partes do Brasil e internacionais.

“Turismo e gastronomia andam juntos. O viajante sempre tende a experimentar a cozinha local. A alimentação é também memória, opera muito fortemente no imaginário de cada pessoa. Pensar na Bahia é lembrar do nosso acarajé. Por isso, resolvemos despertar esta sensação no publico deste evento”, afirma o diretor de Promoções, Celsinho Cotrim.

De acordo com a organização do evento, estima-se que passem mais de 12 mil pessoas no local.  “A gastronomia baiana atua como veículo da nossa propaganda turística, criando no imaginário popular a associação entre os destinos turísticos e a boa mesa”, completa Medrado.

Via:: http://www.bahiatursa.ba.gov.br/

Deixe aqui seu comentário: