ACARAJÉ, um típico quitute baiano - EddBala Entretenimento

ACARAJÉ, um típico quitute baiano - EddBala Entretenimento

Edd Bala

blog

ACARAJÉ, um típico quitute baiano

Sua designação vem do iorubá – akárà. Uma das teorias sobre a sua origem é a de que os árabes levaram o Falafel para a África, ocorreram transformações na receita original, que atravessou o Atlântico e chegou à Baía de Todos os Santos. “É o retrato fiel da Bahia/ a baiana vendendo alegria/ coisinha gostosa de dendê/ acarajé”.

O Acarajé é uma especialidade gastronômica afro-brasileira e um típico quitute baiano, cuja massa é elaborada com o feijão-fradinho, cebola e sal, frito em azeite-de-dendê e servido com pimenta, camarão seco, vatapá e caruru. Ingredientes da culinária de muitos pratos da tradicional cozinha baiana.

Sua designação vem do iorubá – akárà e quer dizer bola de fogo. Fácil assimilar o motivo, pois o acarajé tem uma coloração acobreada e reluzente advinda do dendê.

O grande escritor Jorge Amado descreveu em sua obra “Gabriela, Cravo e Canela” que a sua personagem título “fabricava riqueza: acarajés de cobre…”
O sambista Riachão, célebre compositor, também rendeu suas homenagens ao acarajé: “É o retrato fiel da Bahia/ a baiana vendendo alegria/ coisinha gostosa de dendê/ acarajé”.

O ofício das baianas de acarajé, que consiste na produção e venda das comidas baianas de tabuleiro, feitas com azeite de dendê, é reconhecido pelo IPHAN (Instituto do patrimônio históricoe artístico nacional – Brasil) como bem cultural de natureza imaterial.

Fonte: ObviousMag

Deixe aqui seu comentário: